Parceria com o Camps oferece boas oportunidades

Desde maio de 2016 o T-Grão é parceiro do Centro de Aprendizagem e Mobilização Profissional e Social (Camps), e recebe jovens aprendizes de logística, com especialização no setor portuário, em contrações por tempo indeterminado.

O T-Grão foi a primeira empresa a firmar parceria com a instituição no módulo de auxiliar de logística, permitindo iniciar também jovens com mais de 18 anos que nunca trabalharam, oferecendo oportunidade no mercado local.

“Com essas contratações, a empresa, que hoje tem em seus quadros seis jovens aprendizes do Camps, está ajudando a transformar vidas”, diz o presidente da entidade, Elias Junior. Ele completa: “Por meio da oportunidade do primeiro emprego, o T-Grão oferece aos jovens um trabalho digno, com todos os direitos trabalhistas e previdenciários assegurados”.

Estão com contato vigente os aprendizes: Raphaela Gomes da Ribeira, João Vitor dos Santos Camargo, Rafael Bastos Garcia, Jaqueline de Oliveira Nascimento, Letícia Marcondes de Souza e Anna Júlia Fagundes de Sousa Accado

Tiveram o processo de vinculação efetivado os ex-aprendizes Vitor Conrado de Souza, Sabrina Arielly dos Santos, Thamyres Araújo Campos, Mariana H. Fernandes Marcelo, Leonardo Pereira da Silva e Gabriela Oliveira dos Santos, em funções no Financeiro, Administração, Recepção, Operacional e Recursos Humanos

Para o presidente do Camps, “empresas com responsabilidade social como é o caso do T-Grão, que contrata jovens aprendizes, são de fundamental importância para o País.”

Há 50 anos no mercado, o Camps é responsável pela formação e colocação de jovens no mercado de trabalho e já recebeu mais de 110 mil aprendizes, alguns dos quais se tornaram empresários, políticos, servidores públicos e administradores renomados

Empresa ajuda a cuidar dos jardins de Santos

 

Os lindos jardins das praias de Santos que figuram no Guiness Book (o Livro dos Recordes) como os mais extensos do mundo ficarão ainda mais bonitos com a implantação de mais 80 árvores frutíferas e floríferas, entre o José Menino e a Ponta da Praia.

 

O T-Grão já havia plantado 26 árvores no ano passado, na área entre a Fonte do Surfista e a praça antes do Canal 2. E vai agora triplicar a plantação, colaborando para dar mais vida aos jardins.

 

“São espécies nativas da Mata Atlântica que vão atrair muitos pássaros para a orla santista”, diz o engenheiro agrônomo Claudio Larini Sant’Anna, da empresa Fernandes Santana Engenharia Civil, Agronômica e Ambiental Ltda., responsável pelo plantio.

 

Serão plantadas 20 mudas de ipê amarelo, floríferas e símbolo vegetal de Santos, 20 mudas de ipê rosa bola, espécies floríferas da Mata Atlântica, 20 mudas de aroeira pimenteira, atrativas para aves e fauna e 20 mudas de guanandi, espécies atrativas para aves e fauna, do bioma Restinga e Mata Atlântica.

 

A manutenção das espécies, por 24 meses, conta com coroamento, adubação, aplicação de formicida (isca atrativa natural para controle de formiga cortadeira), controle de insetos como cochonilhas/ pulgão feito com óleo natural extraído de uma árvore) e relatórios com acompanhamento fotográfico.

 

O plantio é autorizado pelo Departamento de Serviços Públicos da Prefeitura de Santos.

Apoio leva escola de dança a evento internacional

 

O apoio do T-Grão à Escola Livre de Dança, há cinco anos, vai proporcionar que o grupo participe entre março e abril de 2019 do Festival AmsterDans – Int’l Competition, em Amsterdã, na Holanda, onde se apresentará com 18 bailarinos no conjunto adulto e dois solistas.

“Essa parceria com o T-Grão permitiu um novo ciclo ao grupo e nos alavancou nos cenários nacional e internacional, com a conquista de diversos títulos”, diz o presidente da Associação In Phoccus de Dança, uma extensão da Escola, Vinicius Ricci.

A Escola tem 280 bailarinos com idades entre 6 e 22 anos. Atua junto à Secretaria de Cultura de Prefeitura de Santos e é um projeto inovador, com novo formato pedagógico no segmento. A coordenação é da bailarina Patrícia Ricci e coreografia de Melissa Ricci.

Nestes cinco anos, graças ao apoio, a Escola tem obtido vários títulos. Um deles foi no Festival Internacional de Berlim, na Alemanha, em 2015, quando tornou-se campeã mundial na modalidade de sapateado irlandês.

Outras participações importantes aconteceram no Festival Internacional de Joinville (o maior do mundo) e mais recentemente no Festival Internacional de Dança de São Paulo. Com estes resultados, a Escola foi selecionada a participar do Festival de Amsterdã, em 2019.

Ricci finaliza: “Com todo este histórico, podemos dizer que a empresa T-Grão Cargo Terminal de Granéis, além de figurar de forma brilhante no seu setor principal, ajuda a Escola Livre de Dança e a Cidade de Santos a formar cidadãos e profissionais na área cultural”.